May 1 • 7M

Teoria do pixel como caminho da felicidade

Sunday Drops 🌊 #49

Lucas Abreu
Share
 
1.0×
0:00
-6:43
Open in playerListen on);

Escrevo semanalmente nesse blog. Para receber no seu email, se inscreva abaixo:


Celebrei o casamento dos meus melhores amigos há 10 dias atrás. 

Foi um momento lindo, que sem dúvida, está entre os minutos mais emocionantes dos meus 26 anos.

Eles decidiram casar há 6 meses. Desde então, nosso grupo de amigos aproveitou cada momento: festa quando decidiram, despedida de solteiro, chá-bar e por aí vai. E principalmente, o casamento. 

Em cada um desses eventos, um pensamento constante foi: só existe o agora. Eu preciso estar presente. 

Não temos o amanhã. Só o hoje. 

Esse momento de celebração, que foi um dos melhores da minha vida, não voltará. Nem o chá bar. Nem o hoje. Nem esse momento que estou escrevendo esse texto. É isso que temos. O agora. 

Nosso senso de urgência da presença da vida se torna mais aguçado quando passamos por alguma situação difícil: um familiar com problemas de saúde, o partir de um ente querido, a saudade de um amor velho. Seja o que for, são nesses casos que tendemos a ver que a vida é momentânea, rápida e passageira. 

Recentemente li um texto incrível que argumenta que a nossa vida é uma foto, mas na verdade vivemos em pixel. Para quem não sabe (eu não sabia): 

  • Pixel é o menor elemento em um dispositivo de exibição, ao qual é possível atribuir-se uma cor. 

Uma fotografia é resultado de uma série de pixels.

Como diz o texto do Wait But Why sobre felicidade: 

“Muitas vezes vemos nossas vidas como uma imagem rica, retratando uma história épica e assumindo que a chave para a felicidade está no quadro geral, nos componentes amplos da imagem. Mas isso é um erro, porque não vivemos nos traços largos da imagem. Vivemos o tempo todo em um único pixel da imagem – um único Hoje… 

Assim, enquanto milhares de nossos hojes, começarão a parecer uma imagem completa, passamos cada momento de nossa realidade real em um pixel hoje normal ou outro. Nosso erro é descartar os dias mundanos e nos concentrar inteiramente no quadro geral, quando na verdade o dia mundano é a experiência de nossas vidas reais..

Não existe um grande marco, nenhum dia mágico em que você finalmente será feliz. A felicidade só existe no presente, num pixel do hoje como qualquer outro." 

Tentamos ver a vida como uma foto: Idealizamos ter um momento perfeito no qual tudo que importa para cada um está bem: Efetivação, casamento, família, etc. 

O momento perfeito é sempre o amanhã e não o hoje. Mas só pensar na felicidade futura é uma armadilha.

Dan Gilbert, professor de Harvard, diz que tendemos a superestimar o impacto de eventos futuros na nossa felicidade. 

"De estudos de campo a estudos de laboratório, vemos que ganhar ou perder uma eleição, ganhar ou perder um parceiro romântico, conseguir ou não uma promoção, passar ou não passar em um teste universitário, e assim por diante, têm muito menos impacto, menos intensidade , e muito menos duração do que as pessoas esperam que eles tenham na felicidade” 

A Teoria Pixel nos dá uma pista sobre a felicidade: Devemos pensar a nossa vida como uma sequência de pixels:

Devemos focar em ter um bom dia, pois se tivermos bons dias, teremos uma boa semana e se tivermos boas semanas, tendemos ter um bom mês e se tiver bons meses, tendemos a ter um bom ano e se tivermos bom anos, tendemos a ter uma boa vida. 

A partir do micro que se contrói o macro.

Como estamos pensando na menor unidade, que é um dia, a pergunta importante é: O que faz seu dia ser bom? 

Cada pessoa é um mundo a parte, então devemos tentar evitar generalizações. Por outro lado, há atitudes comprovadas cientificamente que fazem bem para qualquer pessoa e acabam por gerar felicidade: Exercer a gratidão, passar tempo com as pessoas que você ama, ser otimista e positivo, fazer exercícios, dormir bem, trabalhar com o que você ama, entre outras práticas.

Sinto que no meu caso, é um alicerce entre: Corpo ativo através de exercícios, laços sociais com amigos e família, trabalhar com o que amo, buscar o conhecimento e ser grato. Mas isso é uma descoberta constante.

Espero que esse texto te faça refletir sobre pensar no momento presente, e que, no começo de cada dia, você possa criar um pixel novo mais leve, feliz e luminoso. 

Felicidade não pode ser adiada. Ela precisa ser buscada hoje.

Esse texto é dedicado a Fernanda e Tarik.


Se curtiu essa edição, não esquece de enviar para quem pode se interessar!

Share

Se quiser compartilhar para alguém ou em grupos via WhatsApp, clique no botão abaixo…

Compartilhe por whatsapp

Se inscreva!