Sunday Drops ūüĆä #2

Trabalho remoto, the next big thing, Mr.Beast, valor, o poder da escrita, etc,etc,etc.

Bom dia!

Sunday Drops do doming√£o.

Durante a semana, escrevi um artigo sobre Deep Work.

S√≥ para refrescar a mem√≥ria sobre a din√Ęmica do post de domingo, o objetivo do Sunday Drops √© compartilhar com voc√™s 3 artigos que me geraram valor, 2 reflex√Ķes ou aprendizados da semana e 1 v√≠deo ou foto sobre algo interessante.


Artigos

Nós nunca iremos voltar ao normal e trabalhar full-time nos escritórios

Estamos mais próximos do fim da pandemia. Tento ser otimista e crer que em 2021 esse problema será resolvido. E quando isso acontecer, voltaremos a vida normal. Mas nem tudo será como antes e não acredito que trabalharemos da mesma forma que fazíamos pré-covid (pelo menos os tech-related-workers). E um dos meus artigos preferidos sobre futuro do trabalho é de Packy McCormick, da ótima newsletter Not Boring Co.

No seu artigo We're Never Going Back, Packy contextualiza sobre suas crenças acerca do futuro do trabalho e como ele enxerga as mudanças estruturais que acontecerão. Spoiler: a decisão de trabalhar em casa será dos empregados e não dos empregadores.

The Next Big Thing

No artigo The Next Big Thing in 2021 Is, o Venture Capitalist Nikhil Basu utiliza alguma das mentes mais brilhantes do mundo para discutir o futuro de tendências da sociedade.

Alguns trechos:

The next big thing in 2021 is fully embracing the value of personal brands and individuality. This decade will be defined by arming individuals with the tools to succeed.

The next big thing in 2021 is a revival of Renaissance humanism underpinned by our deep desire for in person  interactions, events, and relationship-building, with a continued preference for distributed work and work-life balance.

Por que você deve escrever?

Durante essa semana, conversei com algumas pessoas sobre o porquê resolvi escrever. Uma das maiores influencias para criar uma newsletter e me comprometer com essa meta foi um cidadão chamado David Perell. Ele é um empreendedor que encontrou na escrita o seu propósito de vida.

Um dos artigos dele que mais me impactou foi: Why should you write

Como ele diz no texto, com apenas uma caneta, voc√™ pode construir uma rede de valor, melhorar a sua forma de pensar e criar oportunidades para sua vida. Se voc√™ pensa em escrever, recomendo olhar os conte√ļdos que ele produz: voc√™ ir√° encontrar (i) dicas sobre o processo de escrita (ii) textos inspiracionais sobre a import√Ęncia dessa atividade (iii) textos incr√≠veis sobre tecnologia, cultura, m√≠dia, marketing, viagens e outros temas exot√©ricos.


Reflex√Ķes

#1 Nem sempre o valor criado é capturado.

H√° duas reflex√Ķes importantes para uma empresa:

  1. O quanto de valor uma empresa gera?

  2. O quanto de valor a empresa captura? (a.k.a - monetiza)

Whatsapp, Twitter, Reddit, Wikipedia s√£o organiza√ß√Ķes que geram valor monstruosos para as pessoas, mas todas elas n√£o geram receita de forma diretamente proporcional (na minha opini√£o). Talvez esse seja o segredo: a busca incessante por capturar valor √°s vezes atrapalha a experi√™ncia e detrata o valor para os usu√°rios (exemplo: propagandas pioram as experi√™ncias, logo diminuem valor para o usu√°rio ).

-> thread do twitter que inspirou a reflex√£o

#2 Em busca da colina mais alta

Para mim, Venture Capitalists como Chris Dixon são mais que investidores: são filósofos. E nesse antigo artigo de 2009, ele entra em um conceito super interessante para o desenvolvimento profissional, que é sempre buscar estar na carreira que você se imagina no futuro. Por exemplo, pouco adianta você ser advogado hoje se o seu sonho na verdade é ser chef de cozinha. Pode parecer óbvio, mas ele faz uma bela analogia com um problema tradicional da computação.

‚Üí Climbing the wrong hill, Chris Dixon


Vídeo da semana

Criadores de conte√ļdo = Empreendedores do futuro.

Ter uma audi√™ncia fiel ser√° um dos principais diferenciais competitivos de novas empresas. Um exemplo √© o caso do Mr.Beast Burger, que √© uma rede de hamburgerias distribu√≠das criadas pelo youtuber Mr.Beast. No v√≠deo que compartilho abaixo, o manager dele conta sobre o sucesso estrondoso da iniciativa, o que me faz acreditar ainda mais na ideia de que cada vez mais veremos grandes empresas sendo formadas a partir da audi√™ncia de criadores de conte√ļdo. S√≥ para voc√™ ter uma ideia, MrBeast Burger se tornou por uns dias o app mais baixado da Apple Store.

T√° curtindo a newsletter? Achou o conte√ļdo relevante?
Ent√£o me ajuda a compartilhar!

Share abreu

Se a minha newsletter estiver sendo encaminhada para a √°rea de promo√ß√Ķes e voc√™ quiser mover para o inbox normal, d√° uma olhada nesse tutorial.

Bom domingão e uma ótima semana,

Lucas