Novos personagens no jogo do Venture Capital

Sunday Drops ūüĆä #20

Teve uma not√≠cia essa semana que me fez refletir sobre toda ind√ļstria do Venture Capital:

Harry Stebbings tem um podcast famoso no mundo de tecnologia chamado 20VC, no qual desde 2015 ele conversa com investidores e empreendedores. O podcast tem 200.000 assinantes e mais de 80 milh√Ķes de downloads. Harry tem 24 anos, come√ßou esse podcast na cozinha da casa da m√£e em 2016 e largou a faculdade de direito para se dedicar a produ√ß√£o de conte√ļdo. Ele anunciou no dia 16 de junho a capta√ß√£o de 140 milh√Ķes de d√≥lares para seu fundo de VC com investidores como: MIT Endowment, Spotify Founders, Shakil Khan, RIT Capital Partners.

Voc√™ pode pensar: o mundo est√° maluco, est√£o dando esse dinheiro todo para um gestor de primeira viagem, novo e sem experi√™ncia. 

Mas a real √© que o jogo do Venture Capital est√° mudando. Nesse jogo, que suporta estrat√©gias diferentes, h√° um novo perfil de investidor eclodindo e a minha hip√≥tese √© que 20VC √© um dos pioneiros de uma nova gera√ß√£o de gestores que v√£o ganhar relev√Ęncia no jogo. 

Mas antes, vamos ao b√°sico: 

Que jogo √© esse? 

Uma analogia que fa√ßo √© que Venture Capital √© um marketplace gerenciado. Fazemos a conex√£o entre o capital de investidores que desejam alto retorno financeiro e startups que precisam de capital para construir produto ou crescer, sendo que a responsabilidade da decis√£o √© do VC. O ‚Äútake rate‚ÄĚ desse marketplace √© normalmente 20% de taxa de sucesso em rela√ß√£o ao sucesso do investimento (que chamamos de carry) e 2% de taxa de administra√ß√£o por ano. 

Uma forma comum que o mercado descreve o Venture Capital é como uma Access Class e não uma asset class, pois os melhores fundos são os que tem ACESSO aos melhores empreendedores.

Partindo dessa premissa, a pergunta √©: como um fundo consegue acesso aos melhores empreendedores? Considerando como um marketplace, h√° o famoso dilema do ovo e da galinha (qual lado devo atacar primeiro). Dito isso, existem dois casos principais de fundos: 

Caso 1: Acessamos os melhores founders por ter muito dinheiro dos investidores. Fundo conquista o Supply Side (Investidores) que daí vem o Demand Side

  • A revolu√ß√£o que fundos de growth capital como Softbank, Tiger e Coatue vem gerando no mercado ocorre pois eles atraem os melhores founders justamente por ter um produto diferenciado que tem como uma das fortalezas a alta disponibilidade de capital.

Caso 2: Por termos acesso aos melhores founders que conseguimos capital dos investidores. Conquisto o Demand Side (Empreendedores) que da√≠ vem o Supply Side

  • Acesso aos melhores empreendedores pois os mesmos enxergam o fundo como um parceiro que adicionar√° valor estrat√©gico, operacional, intelectual. Muitas vezes os empreendedores tem essa vis√£o devido ao Branding e ao track-record de uma gestora ou dos s√≥cios. 

A equação do Venture Capital

Considerando todo o resto como uma vari√°vel constante, enxergo que os fundos que atraem os melhores empreendedores tem pelo menos dois dos superpoderes abaixo:

  1. Geração de valor estratégico. Os sócios do fundo comprovadamente tem expertise como founders em empresas de tecnologia ou conhecimento profundo em estratégia, em construção de teses de consolidação, de entendimento sobre futuros de mercado ou outra expertise valiosa.

  2. Track Record. O fundo tem casos de sucesso.  

  3. Branding. Estar associado a essa marca leva startups a acessar melhores talentos, investidores e ter respaldo do ecossistema. 

  4. Gera√ß√£o de valor operacional. O fundo prov√©m suporte operacional atrav√©s de iniciativas que conectam empreendedores com experts de mercado ou auxilio pro-ativo nas contrata√ß√Ķes chave. 

  5. Distribui√ß√£o. O fundo ou partner cativa uma audi√™ncia relevante que se inclinar√° a consumir os produtos/conte√ļdos/vis√£o de mundo do empreendedor ou da empresa. 

  6. Alto Dry Powder (muito capital disponível). O fundo detém muita liquidez para fazer investimentos e isso os fornece uma posição privilegiada no mercado.

Essa equação é uma média ponderada desproporcional. O mais interessante é que como o Venture Capital é um jogo infinito, que não para de mudar devido a velocidade da disrupção, há todo momento apareceram novas variáveis e os pesos também se alteram.

Vou aplicar essa fórmula na gestora que trabalho:

Astella

  • Gera√ß√£o de Valor Estrat√©gico: Muito Alto - Perfis diversos de s√≥cios com expertises variadas.

  • Track Record: Alto e em crescimento - Tivemos a sa√≠da recente da RD Station e teremos mais novidades positivas de track record nos pr√≥ximos meses.

  • Branding: Muito alto - A Astella √© uma das marcas top of mind do ecossistema brasileiro.

  • Gera√ß√£o de Valor Operacional: Em crescimento - Criamos o projeto do Astella Expert Network para conseguirmos adicionar mais valor na opera√ß√£o das investidas.

  • Distribui√ß√£o: Alto - Temos o podcast e um medium super preenchidos com audi√™ncia cativa, mas ainda n√£o criamos um espa√ßo especial para estrelar founders constantemente.

  • Dry Powder: Em crescimento.

Qualquer fundo de VC precisa ter alguns superpoderes nas características citadas. Dificilmente terá muita força em todas 6 variáveis, mas ele precisa ter algumas que se destaquem em relação a média das outras gestoras "competidoras".

Ok, mas o que isso tudo tem a ver com 20VC? 

20VC é um dos pioneiros da nova geração de Venture Capitalists que estão acessando os melhores empreendedores principalmente por dois superpoderes: Branding + Distribuição. Essa é a entrada dele no jogo, que se em um momento ele agregar outros superpoderes, tem tudo para firmar uma grande gestora.

20VC conquistou uma marca independente e forte no mercado de tecnologia. O branding está atrelado ao capital intelectual, poder de influência e audiência construída por Harry Stebbings, que são de pessoas que amam e trabalham com tecnologia no mundo todo.

Distribui√ß√£o se refere a poder de comunica√ß√£o perante audi√™ncia cativa de um fundo ou partner. VCs criam artigos, entrevistas, podcasts estrelando as startups e os founders e acaba por ajudar a aumentar o brand awareness, a credibilidade e os coloca a frente de mais investidores e poss√≠veis stakeholders. Startups nem sempre tem an√ļncios a serem feito, ent√£o esse tipo de arquivo √© um forma de manter os olhares sobre o que eles est√£o construindo. Hoje em dia, ir para um epis√≥dio para o 20VC √© uma certeza de repercuss√£o em todo o ecossistema global. Distribui√ß√£o √© um dos superpoderes do 20VC.

Venture Capital está se transformando e a evolução do mercado abrirá espaço para novos players como superpoderes específicos como foi o caso do 20VC.


Curtiu a newsletter ?

Receba todos os domingos no seu email. Basta se inscrever abaixo:

Compartilha nas redes sociais, com seu time, seus amigos, seus sócios!

Share

O que acha do futuro do Venture Capital? Comentários sobre os novos modelos emergindo? No que você concorda ou discorda? Deixe um comentário abaixo ou responda esse email que vai ser um prazer trocar uma ideia!

Leave a comment

Uma ótima semana a todos,

Lucas